Rede Social


terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Oscar 2017: Confira os Favoritos ao Prêmio de Melhor Roteiro Original

Já vimos os atores, as atrizes e os diretores que terão grandes chances de levar a estatueta em 2017! Agora, chegou a hora de falar sobre os melhores roteiros. :D Nosso especialista em sétima arte, Ricardo Odilec, contou pra gente quais os filmes que podem levar o Oscar de Melhor Roteiro Original. 

Confira abaixo! ;) 


O roteirista, Damien Chazelle, apresenta neste longa dois românticos que lutam por seu lugar ao Sol. Um genioso e purista pianista de jazz (Ryan Gosling) - lembrando a devoção do personagem de J.K. Simmons em Whiplash - e uma atriz (Emma Stone) que trabalha como barista na Warner Bros., enquanto faz seus testes de casting. Ambos cheios de sonhos e presos na difícil fase da vida da construção deles. Dos encontros casuais deles surge uma dose de energia para impulsioná-los na vida adulta.

Roteiro: Damien Chazelle
Filme: La La Land: Cantando Estações

A trama, com roteiro de Mike Mills, é situada na década de setenta e conta a história de três mulheres que exploram o amor e a liberdade no Sul da Califórnia. Elle Fanning (Demônio de Neon), Laura Wiggins (The Tomorrow People), Annette Bening (Não Olhe Para Trás), Greta Gerwig (Wiener-Dog) e Billy Crudup (Spotlight) também estão no elenco.

Roteiro: Mike Mills
Filme: 20th Century Women

O roteiro de Jeff Nichols para o filme Loving, apesar de falhar em alguns momentos sendo extremamente formal, é muito bem trabalhado nos temas que quer retratar como principais. A trama é baseada em fatos reais e, por isso, segue muito dos acontecimentos que realmente ocorreram. Uma história bem desenvolvida, que abre a reflexão sobre o amor e as diferenças que a sociedade impõe sobre as diferenças raciais. 

Roteiro: Jeff Nichols
Filme: Loving

Ter sido roteirista de filmes como Mafia no Divã e Gangues de Nova York poderia ser um indício do que esperar do novo filme do nova-iorquino Kenneth Lonergan. Mas Manchester à Beira Mar é mais centrado no silêncio e no que não é dito do que efetivamente nos diálogos e momentos de impacto. Lonergan realiza aqui um longa sobre perda, que apresenta aos poucos o passado. A maneira como ele o monta, sem excessos ou qualquer afetação, joga, aos poucos, alguma luz nas relações difíceis e na existência solitária que acompanhamos do protagonista, Lee Chandler.

Roteiro: Kenneth Lonergan
Filme: Manchester à Beira Mar

O inteligente roteiro de Noah Oppenheim (Roteirista de A Série Divergente: Convergente e Maze Runner: Correr ou Morrer) põe Jackie em duas situações de “confissão". Conhecemos o lado “primeira-dama”, por meio de uma entrevista concedida ao jornalista interpretado por Billy Crudup e temos acesso também ao lado “mulher”, através da conversa da viúva com um padre (John Hurt). Uma história muito envolvente. 

Roteiro: Noah Oppenheim
Filme: Jackie

Qual desses roteiros levará a estatueta? Qual a opinião de vocês? Estamos ansiosos para que chegue logo o Oscar 2017! :D 

E para todos os cinéfilos, apaixonados por filmes como a gente, não deixem de conferir nossos posters! Na nossa loja, você vai encontrar quadros incríveis de grandes clássicos do cinema e ganhadores de Oscar. Vem ver: www.mundominimalista.com.br  ;)

Um comentário:

  1. Obrigado pelo excelente artigo. Eu também quero dizer que estou assistindo filmes grátis, http://megafilmeshd.zone

    ResponderExcluir