Rede Social


sexta-feira, 7 de abril de 2017

As Mais Incríveis Curiosidades sobre o Filme Curtindo a Vida Adoidado

Chegou a sexta-feira! \o/ E pra comemorar a chegada do final de semana, nada como um post sobre um filme que aborda como curtir a vida, né não? :D Quem nunca assistiu a Curtindo A Vida Adoidado milhares de vezes? Um grande clássico do cinema, que já conquistou milhares de fãs.


Além de superdivertida, a trama é simples, envolvente e traz como protagonista um dos personagens mais irreverentes e carismáticos de todos os tempos: o jovem Ferris Bueller. Todo o longa aborda uma incrível história que Ferris arma para matar aula com a namorada e também com o melhor amigo. Juntos, os três vão dar um role pelos lugares mais legais de Chicago e passam pelas situações mais cômicas possíveis! Se você ainda não assistiu, não perca tempo. Já está disponível na Netflix! ;)

Confira com a gente  alguns segredos de bastidores e curiosidades sobre o filme:


• No projeto inicial do roteiro, Ferris tinha mais dois irmãos além de Jeanne.

• O ator Charlie Sheen fez uma ponta no filme, como o jovem com quem Jean conversa na delegacia.

• Para produzir a aparência de drogado na delegacia, Charlie Sheen teve que ficar acordado por mais de 48 horas antes de fazer cena.


• O carro do pai de Cameron não se trata de uma Ferrari verdadeira. Na época, era muito caro alugar uma versão legítima do conversível italiano. Então, a produção encomendou três réplicas idênticas feitas de fibra de vidro.


• Quando uma das réplicas da Ferrari caiu, a capota de fibra acabou rasgando, mas colocaram galhos para certificar que a câmera não iria filmar.

• Uma série de momentos cruciais do filme foram criados na sala de edição, como os três chutes que Jeannie dá na cara do diretor Rooney (apenas um foi dado) e o beijo que Ferris, vestido de pai, deu na namorada Sloane na frente do diretor Rooney. Originalmente, era para ser um breve beijo, mas a edição inseriu um longo beijo “incestuoso”.

• A sequência em que Ferris canta ‘Twist and Shout’, dos Beatles, foi filmada durante um evento anual realizado em Chicago.


• Cindy Pickett e Lyman Ward, que, em Curtindo a Vida Adoidado, interpretaram os pais de Ferris e Jean Bueller, realmente se casaram após o término das filmagens.

• Mia Sara contou que Matthew Broderick fez cócegas de verdade em seus pés e joelhos para fazê-la rir naturalmente na cena em que estão dentro de um táxi.

• A maioria das placas de carros são abreviações de filmes do diretor John Hughes. A exceção é a Ferrari do Cameron, que está escrito NRVOUS.

• Emilio Estevez (irmão de Charlie Sheen) rejeitou o papel de Cameron.

• John Cusack, Jim Carrey, Johnny Depp, Tom Cruise, Robert Downey Jr. e Michael J. Fox foram todos cogitados para o papel de Ferris Bueller. Mas ficaram com Matthew Broderick. Graças a Deus, né? Hoje não dá para imaginar outra pessoa no papel.

• Apesar da aparência jovem, Alan Ruck já tinha 29 anos quando desempenhou o papel de Cameron.

• O amarelo e vermelho na insígnia da boina de Ferris pertence ao 32º Regimento Blindado, o mesmo que Elvis Presley serviu quando esteve no exército.

• John Hughes escreveu o roteiro em seis dias.

• A primeira versão do roteiro tinha 2 horas e 45 minutos de duração e foi filmada em 56 dias. No corte final, apenas 1 hora e 42 minutos permaneceram como parte do filme.

• Curtindo a Vida Adoidado foi um grande sucesso de bilheteria. O longa custou 6 milhões de dólares e o filme conseguiu arrecadar 70 milhões – se tornando a décima maior bilheteria nos EUA em 1986. 

• A cena onde mostra a tosse do teclado foi realmente improvisada por Broderick. Isto é explicado no conteúdo extras das edições em Blu-Ray e DVD.

• Sloane era originalmente chamada ‘Tandy’ nas primeiras versões do roteiro.

• E a mais fenomenal das curiosidades sobre o filme: existe uma teoria que circula na internet a muito tempo que diz que a história que assistimos em Curtindo A Vida Adoidado, na verdade, jamais aconteceu e tudo o que a gente vê no filme se passou apenas na imaginação de Cameron. Acreditam também que Ferris é uma invenção do próprio garoto para lidar com a falta de atenção dos seus pais e com as suas próprias inseguranças. Assim, ele cria uma espécie de amigo imaginário que tem tudo o que ele gostaria de ter e é exatamente quem ele gostaria de ser. Essa teoria é conhecida por aí como “Ferris e Teoria Clube da Luta” porque, de certa forma, parte da suposição que Cameron criou um alter ego. Será? 


Quem aí é superfã desse grande sucesso do cinema? A Loja Mundo Minimalista tem dois posters incríveis do filme. Saca só: 



Lindos, né? Peça os seus na loja e encha de diversão a sua decoração! ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário